Paulo Leminski

O assassino era o escriba

Neste post, trago a poesia “O assassino é o escriba”, em que o autor, Paulo Leminski, brinca com a língua portuguesa.