Flexão do infinitivo

Para que seja feita uma correta concordância verbal com verbos no infinitivo, precisamos compreender que o infinitivo pessoal é flexionado e que o infinitivo impessoal não é flexionado.

Verbo encontrar – Infinitivo pessoal (flexionado):
(Eu) encontrar
(Tu) encontrares
(Ele) encontrar
(Nós) encontrarmos
(Vós) encontrardes
(Eles) encontrarem

Verbo encontrar – Infinitivo impessoal (não flexionado):
encontrar

Concordância verbal com infinitivo pessoal ou flexionado

O infinitivo pessoal deverá ser usado:

Sempre que há um sujeito expresso de forma clara e inequívoca, mesmo em orações reduzidas.

  • Isto é para eu fazer durante o intervalo.
  • Isto é para tu fazeres durante o intervalo.
  • Isto é para nós fazermos durante o intervalo.

 

Quando se quiser definir o sujeito através do verbo.

  • Acho melhor acabares o trabalho rápido.
  • Acho melhor acabarmos o trabalho rápido.

 

Quando há indeterminação do sujeito, sendo utilizada a 3.ª pessoa do plural.

  • Ouvi jurarem fidelidade ao novo rei.
  • Vi maltratarem os trabalhadores sem nenhum motivo.

 

Quando o sujeito da segunda oração é diferente do sujeito da oração anterior, podendo este se encontrar ou não claramente expresso.

  • A professora não viu os alunos copiarem no teste.
  • O diretor mandou os empregados participarem na reunião.
  • Nossa irmã trouxe um livro para nós lermos.

 

Quando o verbo no infinitivo assume a função de sujeito da oração.

  • O fazermos tudo o que é preciso às vezes é cansativo.
  • O trabalharem pouco é desmotivador.

 

Concordância verbal com infinitivo impessoal ou não flexionado

O infinitivo impessoal deverá ser usado:

Quando não houver um sujeito definido.

  • Estudar é importante!
  • Ser feliz é um bom objetivo de vida.

 

Com sentido imperativo.

  • Parar!
  • Respeitar os mais velhos.

 

Quando o verbo tiver regência de uma preposição, assumindo a função de complemento do substantivo, do adjetivo ou do verbo na oração.

  • Foram obrigados a passar fome por causa da crise financeira.
  • Fui impedida de dar minha opinião.
  • Eles têm aptidão para jogar futebol.

 

Quando o verbo tiver regência da preposição a, assumido valor de gerúndio.

  • Os meninos estão a nadar muito bem.
  • Ficaram a ver o filme em silêncio.

 

Em locuções verbais, porque é sempre o verbo auxiliar que concorda com o sujeito.

  • Os especialistas conseguirão estudar as características daqueles animais.
  • Ainda bem que meus pais puderam pagar minha faculdade.

 

Com alguns verbos causativos e sensitivos que não formam locução verbal (mandar, fazer e deixar, ver, sentir, ouvir) em conjunto com um pronome oblíquo átono, mesmo quando há sujeitos diferentes nas frases.

  • Vi-os correr rapidamente.
  • Mandaram-na começar a trabalhar.

 

Concordância verbal com infinitivo impessoal ou pessoal

Quando o sujeito é o mesmo nas duas orações, é facultativa a escolha do infinitivo pessoal ou impessoal, mesmo que o sujeito esteja oculto. Contudo, nestas situações, há uma maior preferência dos falantes pela forma no singular.

  • Viemos para transmitir as palavras do diretor.
  • Viemos para transmitirmos as palavras do diretor.
  • Lá estarão para resolver o problema.
  • Lá estarão para resolverem o problema.

 

Quando o verbo se encontra na voz passiva ou na voz reflexiva, sendo um verbo pronominal, ou quando for um verbo de ligação, é facultativa a escolha do infinitivo pessoal ou impessoal. Contudo, nestas situações, há uma maior preferência dos falantes pela forma no plural.

  • Os atletas treinaram muito para se tornarem os melhores.
  • Os atletas treinaram muito para se tornar os melhores.
  • Foram informadas as decisões a serem tomadas imediatamente.
  • Foram informadas as decisões a ser tomadas imediatamente.

 

Com alguns verbos causativos e sensitivos que não formam locução verbal (mandar, fazer e deixar, ver, sentir, ouvir) e que não aparecem em conjunto com um pronome oblíquo átono, é facultativa a escolha do infinitivo pessoal ou impessoal.

  • Deixei entrar as crianças.
  • Deixei entrarem as crianças.

 

Fonte:


Curta a página deste blog  no Facebook.

BANNER_Revisão de Textos_v2

Anúncios

3 comentários sobre “Flexão do infinitivo

  1. Parabéns, Betty! Sou professora aposentada e pesquiso em seu blog sempre que preciso. Afinal, “ninguém sabe tudo que não precise de uma ajuda e ninguém sabe tão pouco que não possa ajudar”, não é? Beijos.

    Curtir

  2. Dicas preciosas, Betty! Meus parabéns! Agora só pra confirmar se realmente assimilei: que dizer então que na seguinte frase: “Os pais ficaram atordoados ao ver/verem o corpo do filho estirado no chão.”
    O verbo “ver” em questão não se flexionaria pelo fato de ser um complemento nominal do adjetivo “atordoado”? É isso mesmo?! Porque se for isso mesmo, nossa, fica uma frase muito estranha sem a flexão aí!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s