A posição do adjetivo. Antes ou depois do substantivo? A ordem pode alterar o sentido. Veja exemplos.

Diferentemente do que ocorre na matemática, na língua portuguesa a ordem dos fatores altera o produto.

professor

 

Exemplo:

  • Ele é um professor simples. (= sem luxo)
  • Ele é um simples professor. (= insignificante)

 

 

 

O adjetivo, cuja função é qualificar, geralmente fica depois do substantivo que ele modifica. Exemplos: casa bonita, cidade maravilhosa, mulher charmosa.

E se a ordem for alterada – bonita casa, maravilhosa cidade, charmosa mulher –, mudará alguma coisa? Sim: a ideia será expressa de forma mais enfática.

Além da ênfase, também pode ocorrer mudança de sentido quando há alteração da ordem de um adjetivo. Vejam os exemplos:

1) Ele é um amigo velho. (= amigo idoso)
Ele é um velho amigo. (= amizade antiga)

2) Ele é um oficial alto. (= de estatura alta)
Ele é um alto oficial. (= importante)

3) Ela é uma mulher pobre. (= sem recursos financeiros)
Ela é uma pobre mulher. (= infeliz, digna de pena)

4) O diretor é um grande homem. (= notável)
O diretor é um homem grande. (= de tamanho grande)

5) Ele é um professor simples. (= sem luxo)
Ele é um simples professor. (= insignificante)

6) Chame qualquer pessoa. (= qualquer uma)
Não sou uma pessoa qualquer. (= insignificante)

7) O falso profeta gritava para a multidão. (= impostor)
O profeta falso gritava para a multidão. (= desleal, mentiroso)

8) Simone é uma nova mulher. (= renovada, restaurada)
Simone é uma mulher nova. (= jovem)

9) Ele era um senhor professor. (= excelente)
Ele era um professor senhor. (= de meia-idade)

10) Ouvi uma história longa. (“Longa” é uma característica da história)
Ouvi uma longa história. (O adjetivo “longa” pode estar sugerindo uma impressão do emissor: além de comprida, a história pode ser considerada complexa, por exemplo.)

.

A mudança de sentido causada pela ordem não é exclusiva dos adjetivos. Com as conjunções adversativas, ocorre algo parecido:

a) O carro é caro, mas é bonito
b) O carro é bonito, mas é caro.

No primeiro caso, prevalece a ideia de que o carro é bonito, logo deve ser comprado. No segundo, é mais forte a ideia de que o carro é caro, logo  não deve ser comprado. Isso ocorre porque o trecho iniciado pela conjunção adversativa é sempre mais forte que o anterior.
——

Agora preciso da sua ajuda!

Por favor, deixe um comentário dizendo o que achou desta postagem. Isso é o que me motiva a continuar. Você pode deixar também suas dúvidas de português, sugestões, críticas. Somente dessa forma posso aprimorar o conteúdo deste blog.

Forte abraço!

Betty Vibranovski

====

Capa-PEQUENA-As cascas de banana do português

Dúvidas de português? Seus problemas acabaram!

Chegou o livro “As cascas de banana do português – Não escorregue nas minúcias do nosso idioma”, da revisora Betty Vibranovski.

 

 

====

BANNER_Revisão de Textos_v2

Anúncios

25 comentários sobre “A posição do adjetivo. Antes ou depois do substantivo? A ordem pode alterar o sentido. Veja exemplos.

  1. Obrigado Betty. to aprendendo portugues alguns anos mas até agor não sei exatamente sobre a posição de adjetivo. Seu posto me ajuda muito.

    E você sabe um site ou posto sobre adjetivo que eu me refero?

    Obrigado

    Curtido por 1 pessoa

  2. Bom dia!
    Em uma questão de concurso pede-se para analisar se o significado e o sentido proposto pela expressão destacada está de acordo com o que está descrito entre parênteses, na frase: “Bruno é um belo rapaz.” (Rapaz bonito), o sentido e o significado estão corretos?

    Pois, verifiquei em uma gramática que o adjetivo BELO(A), independente de sua posição (antes ou depois do substantivo) possui o mesmo sentido.

    Link da gramática: https://books.google.com.br/books?id=GjtFDwAAQBAJ&pg=PA15&lpg=PA15&dq=bela+mo%C3%A7a+e+mo%C3%A7a+bela+diferen%C3%A7a+de+sentido&source=bl&ots=GoNPlOrayX&sig=Wk2CzVIfIR7lCGUMMYd0fZTv6-I&hl=pt-BR&sa=X&ved=2ahUKEwiu9JmPlJ_dAhVEi5AKHZG-DBUQ6AEwDHoECAAQAQ#v=onepage&q&f=false

    Curtir

  3. Muito bem explicado. Os vários exemplos ajudam o entendimento.
    Tenho uma dúvida. A gramática reza que o adjetivo IGUAL é reposicionado (igual A algo/alguém). No coloquial usa-se muito o adjetivo IGUAL antes de VERBO, no sentido de COMO. Nesse caso, leva a preposição ou nem?
    Ex: Ir de ónibus é igual ir (ou A ir) de carro.
    Ficarei grata pela resposta. Pode ser publpicada, se quiser, para esclarecimento a todos.

    Curtir

  4. boa tarde, segundo uma questão de concurso a frase ”obviamente, portanto, nesse momento e é ainda mais importante que os nutrientes necessários estejam presentes nas refeições” qual das palavras a baixo pertence a mesma classe gramatical de Necessários ; A.NECESSIDADE , B.BEBIDA, C.PREGARAM, D.FRESCAS e E.NUTRICIONISTA. segundo o concurso a palavra da mesma classe gramatical e a opcao D esta correto segundo a sua opinião .

    Curtir

  5. Boa tarde! Quanto a SEMÂNTICA ok! E para classificar a morfologia ex: o rapaz jovem-O- é artigo jovem adjetivo- rapaz substantivo e se troca. O jovem rapaz no caso jovem continua adjetivo? Ele está perto do artigo O-

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s