A posição do adjetivo – a ordem pode alterar o sentido

professora

Foto: Pedro Ribas/ANPr

Diferentemente do que ocorre na matemática, na língua portuguesa a ordem dos fatores altera o produto.

Exemplo:

  • Ela é uma professora simples.
  • Ela é uma simples professora.

O adjetivo, cuja função é qualificar, geralmente fica depois do substantivo que ele modifica. Exemplos: casa bonita, cidade maravilhosa, mulher charmosa.

E se a ordem for alterada – bonita casa, maravilhosa cidade, charmosa mulher –, mudará alguma coisa? Sim, mudará. A ideia será expressa de forma mais enfática.

A ênfase não é o único resultado da alteração da ordem de um adjetivo. O sentido é outro aspecto. Vejam os exemplos:

1) Ele é um amigo velho. (= amigo idoso)
Ele é um velho amigo. (= amizade antiga)

2) Ele é um oficial alto. (= de estatura alta)
Ele é um alto oficial. (= importante)

3) Ela é uma mulher pobre. (= sem recursos financeiros)
Ela é uma pobre mulher. (= infeliz, digna de pena)

4) O diretor é um grande homem. (= notável)
O diretor é um homem grande. (= de tamanho grande)

5) Ele é um professor simples. (= sem luxo)
Ele é um simples professor. (= insignificante)

6) Chame qualquer pessoa. (= qualquer uma)
Não sou uma pessoa qualquer. (= insignificante)

7) O falso profeta gritava para a multidão. (= impostor)
O profeta falso gritava para a multidão. (= desleal, mentiroso)

8) Simone é uma nova mulher. (= renovada, restaurada)
Simone é uma mulher nova. (= jovem)

9) Ele era um senhor professor. (= excelente)
Ele era um professor senhor. (= de meia-idade)

10) Ouvi uma história longa. (“Longa” é uma característica da história)
Ouvi uma longa história. (O adjetivo “longa” pode estar sugerindo uma impressão do emissor: além de comprida, a história pode ser considerada complexa, por exemplo.)

.

A mudança de sentido causada pela ordem não é exclusiva dos adjetivos. Com as conjunções adversativas, ocorre algo parecido:

a) O carro é caro, mas é bonito
b) O carro é bonito, mas é caro.

No primeiro caso, prevalece a ideia de que o carro é bonito, logo deve ser comprado. No segundo, é mais forte a ideia de que o carro é caro, logo  não deve ser comprado. Isso ocorre porque o trecho iniciado pela conjunção adversativa é sempre mais forte que o anterior.

.
Fonte: Site Português na Rede.

Curta a página do blog Português sem Mistério no Facebook e siga-o no Twitter.

BANNER_Revisão de Textos_v2

Anúncios

5 comentários sobre “A posição do adjetivo – a ordem pode alterar o sentido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s