Expressões curiosas na língua portuguesa – parte 2

Mas será o Benedito? 2

Expressões idiomáticas são locuções ou pequenas frases próprias de um idioma. No português, não poderia ser diferente. Há infinitas. Vejam algumas:

 

 

Casa da mãe Joana – onde vale tudo, todo mundo pode entrar, mandar, etc.

Histórico: Segundo o mestre Câmara Cascudo, vem da Itália. Joana, rainha de Nápoles e condessa de Provença (1326-1382), liberou os bordéis em Avignon, onde estava refugiada, e mandou escrever nos estatutos: “Que tenha uma porta por onde todos entrarão”. O lugar ficou conhecido como Paço da Mãe Joana, em Portugal. Ao vir para o Brasil, a expressão virou “Casa da Mãe Joana”.

 

Chá de sumiço – Diz-se que alguém tomou chá de sumiço quando deixa de aparecer em um lugar que costuma frequentar.

Histórico: Segundo Sebastián Lucrecio, era normal, na época da ditadura argentina, os militares darem um certo chá para certos terroristas Depois do primeiro gole, morriam asfixiados. E sumiam.

 

Arroz de festa – pessoa que é vista em todos os lugares: festas, restaurantes, bares, praias.

A dar com o pau – grande quantidade

Acertar na lata/mosca – atingir o alvo com precisão

Abotoar o paletó – morrer

Vai acabar em pizza – não vai dar em nada

Procurar pelo em ovo – buscar coisas impossíveis

Agarrar com unhas e dentes – agir de forma extrema para não perder a oportunidade

Amigo da onça – falso amigo, traidor

Andar na linha/Perder a linha – agir corretamente/agir impulsivamente

Bater na mesma tecla – insistir no mesmo assunto

Cara de pau – atrevido, desavergonhado

Dormir no ponto – perder uma oportunidade

Encher linguiça – enrolar, embromar

Feito cego em tiroteio – perdido, desorientado

Lavar as mãos – não se envolver

Pisar na bola – cometer deslize

Quebrar o galho – dar solução precária, improvisar

Riscar do mapa – fazer desaparecer

Sem pé nem cabeça – sem sentido, confuso

Trocar as bolas – atrapalhar-se

Uma mão lava a outra– ajuda mútua

 

Quebrar a cara – dar-se mal.

Histórico: A expressão é deste século e americana. Surgiu quando começaram a colocar grandes portas de vidro nas lojas de Nova York. Nunca se sabia se estavam abertas ou fechadas e os americanos, muitas vezes, “quebravam a cara” indo de encontro ao vidro.

 

Mas será o Benedito? – expressão de espanto diante de determinada situação.

Histórico: A origem da expressão popular “Mas será o Benedito?” deu-se durante a década de 1930 em Minas Gerais. O presidente Getúlio Vargas, após meses de análises, não decidia quem seria o governador do estado. O tempo decorrido gerou, naturalmente, uma inquietação entre os inimigos políticos de um dos candidatos ao cargo, cujo nome era Benedito Valadares. Constantemente, perguntavam: Será o Benedito interventor de Minas Gerais?  Daí a expressão: “Mas será o Benedito?”.

 

Fontes:

   Mas será o Benedito?, Mario Prata

  A Gramática para Concursos, de Fernando Pestana

Leia também: Expressões curiosas na língua portuguesa – parte 1

Leia também: Algumas expressões curiosas usadas pelos portugueses

Curta a página deste blog  no Facebook.

Dica de leitura:

Sapiens – Uma breve história da humanidade, do historiador Yuval Noah Harari, é o melhor livro que li nos últimos anos. Imperdível.  Quem leu?

@@@Sapiens-livro

Betty Vibranovski

Anúncios

8 comentários sobre “Expressões curiosas na língua portuguesa – parte 2

  1. Olá, Betty!
    1) Li o livro Sapiens, que você recomenda, também achei genial.
    2) Sobre a expressão “chá de sumiço”, tenho cá minhas dúvidas se surgiu na época da ditadura militar na Argentina – tenho a impressão de conhecer essa expressão desde que era criança, há MUITO tempo!
    Mande um abraço à sua mãe!

    Curtir

  2. Pingback: Os posts mais lidos em 2015 | Blog Português sem Mistério - Betty Vibranovski

  3. Eu também já conhecia a expressão “chá de sumiço” muito antes da ditadura argentina. A propósito, quem disse que os dissidentes da ditadura argentina eram terroristas?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s