Preposição antes de pronome relativo

Levei as flores de que ela gostaQual frase está correta?

  1. Levei as flores que ela gosta.
  2. Levei as flores de que ela gosta.

Resposta: Levei as flores de que ela gosta.

 

Quando há pronome relativo, observa-se o verbo à direita e verifica-se se este exige preposição. Se sim, coloca-se a preposição antes do pronome relativo.

No exemplo, o verbo gostar exige a preposição “de”: ela gosta das flores.

Outros exemplos:

  1. O livro de que falei tem 300 páginas. (falar de)
  2. A sala em que estou é iluminada. (estar em)
  3. Estes são os meios de que dispomos. (dispor de)
  4. Foi traído pelos amigos em quem mais confiava. (confiar em)
  5. É um monumento de que todos os brasileiros se orgulham. (orgulhar-se de)
  6. Editou-se uma lei em que acreditamos, com que simpatizamos e por que lutamos. (acreditar em, simpatizar com e lutar por)
  7. Este é o ideal a que aspiramos. (aspirar a)

 

Pronome relativo

Pronome relativo é uma classe de pronomes que substituem um termo da oração anterior e estabelecem relação entre duas orações.

Não conhecemos o aluno. O aluno saiu. Não conhecemos o aluno que saiu.

Nessa frase o pronome relativo “que” está substituindo o termo “aluno” e está relacionando a segunda oração com a primeira.

Os pronomes relativos são os seguintes:

Variáveis:

O qual, a qual
Os quais, as quais
Cujo, cuja
Cujos, cujas
Quanto, quanta
Quantos, quantas

Invariáveis:

Que (equivale a “o qual” e flexões)
Quem (equivale a “o qual” e flexões)
Onde (equivale a “no qual” e flexões)

 

Emprego dos pronomes relativos

1. Os pronomes relativos virão precedidos de preposição se a regência assim determinar.

Exemplos:

Havia condições    a                 que  nos opúnhamos. (opor-se a)
Havia condições   com       que  não concordávamos. (concordar com)
Havia condições   de    que  desconfiávamos. (desconfiar de)
Havia condições    –    que  nos prejudicavam. (= sujeito)
Havia condições  em    que  insistíamos. (insistir em)

 

2. O pronome relativo “quem” se refere a uma pessoa ou a uma coisa personificada.

  • Não conheço a médica de quem você falou. //  Esse é o livro a quem prezo como companheiro.

 

3. Quando o relativo “quem” aparecer sem antecedente claro é classificado como pronome relativo indefinido.

  • Quem atravessou foi multado.

 

4. Quando possuir antecedente, o pronome relativo “quem” virá precedido de preposição.

  • João era o filho a quem ele amava.

 

5. O pronome relativo “que” é o de mais largo emprego, chamado de relativo universal, pode ser empregado com referência a pessoas ou coisas, no singular ou no plural.

  • Conheço bem a moça que saiu. //  Não gostei do vestido que comprei. // Eis os instrumentos de que necessitamos.

.
6. O pronome relativo “que” pode ter por antecedente o demonstrativo o (a, os, as).

Sei o que digo. (O pronome “o” equivale a “aquilo”.)

.
7. Quando precedido de preposição monossilábica, emprega-se o pronome relativo “que”. Com preposições de mais de uma sílaba, usa-se o relativo “o qual” (e flexões).

Aquele é o machado com que trabalho.
Aquele é o empresário para o qual trabalho.

.
8. O pronome relativo “cujo” (e flexões) é relativo possessivo equivale a “do qual”, “de que”, “de quem”. Deve concordar com a coisa possuída.

  • Cortaram as árvores cujos troncos estavam podres.

 

9. Os pronomes “quanto”, “quantos” e “quantas” são pronomes relativos quando seguem os pronomes indefinidos “tudo”, “todos” ou “todas”.

  • Recolheu tudo quanto viu.

 

10. O relativo “onde” deve ser usado para indicar lugar e tem sentido aproximado de “em que”, “no qual”.
      Esta é a terra onde habito.

10 a) “Onde” é empregado com verbos que não dão ideia de movimento. 
Nunca mais morei na cidade onde nasci.

10 b) “Aonde” é empregado com verbos que dão ideia de movimento e equivale a “para onde”, sendo resultado da combinação da preposição “a” + “onde”.
As crianças estavam perdidas, sem saber aonde ir.


 ——

Agora preciso da sua ajuda!

Por favor, deixe um comentário dizendo se esta postagem foi útil para você.  Você pode deixar também suas dúvidas de português, sugestões, críticas. Somente dessa forma posso aprimorar o conteúdo deste blog.

Aproveito para convidá-lo a “seguir” Português sem Mistério. Com isso, você será avisado por e-mail toda vez que eu publicar um texto novo.

Forte abraço!

Betty Vibranovski

——
Revisão de Textos - Betty Vibranovski

 

Anúncios

14 comentários sobre “Preposição antes de pronome relativo

  1. Olá, Betty. Suas informações ajudaram muito, mas ainda tenho dúvidas, você pode me ajudar? Agradeceria imensamente.

    As frases abaixo estão corretas?:

    1. Isso é tudo de que se lembra sobre o assunto?

    2. Isso é tudo o que lembra sobre o assunto?

    3. Ela é tudo de que você precisa.

    4. Você reparou que (ou em que?) algumas pessoas não param de olhar?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s