Paisinho ou paizinho?

 

 “Paizinho” é o diminutivo da palavra pai. Exemplo: “Paizinho, você está se sentindo cansado?”.

“Paisinho” é o diminutivo da palavra país. Exemplo: “Conheci um lindo paisinho na Europa”.

 

A pronúncia dessas duas palavras é também diferente.

Em paizinho, há um ditongo: pai-zi-nho.
Em paisinho, há um hiato: pa-i-si-nho.

 

Formação do diminutivo

As palavras “paizinho” e “paisinho” são formadas a partir de derivação sufixal. No português, existem vários sufixos que formam o grau diminutivo das palavras, como -inho, -zinho, -ito, -zito, -ino, -ela,…, sendo os sufixos -inho e -zinho os mais utilizados, uma vez que se juntam a substantivos, adjetivos, advérbios e até pronomes.

Em paizinho, é acrescentado o sufixo nominal diminutivo -zinho à palavra pai: pai + -zinho.

Em paisinho, é acrescentado o sufixo nominal diminutivo -inho à palavra país: país + -inho.

Estes dois sufixos se comportam de modo diferente quando da formação do grau diminutivo das palavras. O sufixo -inho se liga ao radical das palavras e o sufixo -zinho se liga às próprias palavras.

O grau diminutivo dos substantivos indica diminuição e pequenez, mas pode transmitir também uma ideia de carinho, com grande valor afetivo, ou uma ideia de menosprezo, de troça.

 

Quando usar o sufixo -inho?

Havendo a consoante “s” no radical das palavras, usamos o sufixo -inho:

  • país: paisinho (país + -inho);
  • casa: casinha (casa + -inha);
  • liso: lisinho (liso + -inho);
  • português: portuguesinho (português + -inho);
  • lápis: lapisinho (lápis + -inho).

 

Quando usar o sufixo -zinho?

Não havendo a consoante “s” no radical das palavras, usamos o sufixo -zinho:

  • pai: paizinho (pai + -zinho);
  • pé: pezinho (pé + -zinho);
  • café: cafezinho (café + -zinho);
  • xícara: xicarazinha (xícara + -zinho);
  • homem: homenzinho (homem + -zinho).

 

Alguns autores defendem que o “z” do sufixo -zinho apenas funciona como um elemento de ligação entre a palavra e o sufixo diminutivo -inho, não reconhecendo -zinho como um sufixo independente, mas sim uma variação do sufixo -inho.

Nota: Quando há a consoante “z” no radical das palavras, usamos apenas o sufixo -inho:

  • rapaz: rapazinho (rapaz + -inho);
  • beleza: belezinha (beleza + -inho).

—–

Fontes:

Dicionário Online de Português.

 

  1001 Dicas de Português: manual descomplicado, de Dad Squarisi e Paulo José Cunha.

—–

Curta a página do blog Português sem Mistério no Facebook.

—–

BANNER_Revisão de Textos_v2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s